GIF 728x90 - Produtos Exclusivos

Brasil x Chile: Júlio César pega 2 pênaltis e Brasil avança

Postado por em 28/06/2014

Categoria: Seleção Brasileira
Etiqueta(s): Brasil, Chile, Copa do Mundo 2014, Estádio Mineirão



Brasil x Chile: Goleiro da seleção, Júlio César pegou dois pênaltis e garantiu a classificação do Brasil

Foi no sufoco mas a seleção do Brasil conseguiu avançar para as quartas ao derrotar o Chile nas cobranças de pênalti. A partida, realizada no Estádio Mineirão (em Belo Horizonte), terminou empatada por 1 x 1 no tempo normal e foi para a prorrogação. O Brasil teve uma atuação abaixo da crítica depois de levar o gol de empate, passando a jogar de forma nervosa e errando muitos passes.

O Chile teve várias oportunidades de virar o jogo, inclusive nos acréscimos da prorrogação. Nas cobranças de pênalti brilhou a estrela de Júlio César, com duas defesas, e a sorte da equipe brasileira, que viu a trave defender o Brasil na última cobrança. Agora, os brasileiros aguardam a definição do confronto entre Colômbia e Uruguai para saber o adversário das quartas.

Acesse o link a seguir para conferir a Tabela da Copa do Mundo 2014!

Brasil x Chile: Resumo do primeiro tempo

A seleção brasileira não se intimidou e foi pra cima do Chile desde o apito inicial. Já os chilenos se fechavam na defesa para saírem nos contra-ataques.

A primeira chegada com perigo foi aos 4′. Hulk cobrou escanteio pela direita, a zaga tira e, na sequência, a bola sobrou para Marcelo. Ele limpou os marcadores e mandou o chute. Mas a bola passou perto do gol.

Aos seis, Neymar passou a se queixar de um incômodo na perna direita. Minutos antes, ele sofreu falta de Aránguiz e ficou mancando por um tempo.

O Chile chegou com perigo aos 9′. Após escapada de Sánchez pela direita que terminou com um cruzamento, Vargas caiu na grande área e ficou pedindo pênalti. Mas o juiz mandou seguir.

Aos 15′, Neymar correu em um contra-ataque contra o marcador e entrou na área. Mas preferiu tentar um novo drible e perdeu a chance de finalizar.

A seleção brasileira chegou ao gol aos 18′. Depois de uma cobrança de escanteio, Thiago Silva desviou de cabeça e a bola foi parar entre David Luiz e Jara. Na dividida entre os dois, a bola foi parar no fundo das redes.


O Brasil voltou aos 25′. Fred ajeitou de peito e rolou para Neymar, que ganhou na velocidade e finalizou muito mal. A bola foi para fora.

O Chile chegou ao empate aos 31′. Hulk deu uma bobeira inacreditável após Marcelo cobrar um arremesso lateral e Vargas roubou a bola. Ele passou para Sánchez na área, que mandou a bomba.

Houve uma nova chance para o Brasil aos 35′. Neymar tentou de cabeça mas a bola desviou em Silva, que passou raspando à trave.

Aos 38′, Neymar recebeu na área e demorou muito tempo para arriscar a finalização. Na sobra de bola, Fred tentou botar colocado mas acabou mandando por sobre o gol chileno.

A última chance da primeira etapa foi dos chilenos. Luiz Gustavo errou na saída de bola e Sánchez entrou na área para finalizar. Mas o goleiro Júlio César fez boa defesa e David Luiz cortou para escanteio.

Brasil x Chile: Resumo do segundo tempo

O Chile abandonou a postura defensiva da primeira etapa e veio com gás para o segundo tempo. Aos 4′, Fernandinho arriscou um chute de fora da área e a bola passou raspando.

A seleção brasileira marcou o segundo gol aos 9′, mas foi anulado pela arbitragem. Hulk recebeu na área, fez o domínio e mandou para o fundo das redes. Mas o juiz pegou um domínio com o braço do jogador brasileiro e o advertiu com cartão amarelo.

A partir dos 15′, o Chile passou a ter o domínio da partida e conseguia trocar passes enquanto o Brasil demonstrava nervosismo e errava lances fáceis.

Aos 19′, Aránguiz apareceu livre na área de frente para Júlio César e o goleiro fez uma defesa maravilhosa, após a finalização à queima-roupa do chileno.

A seleção do Chile conseguiu ter maior posse de bola aos 27′, com 55% contra 45% dos brasileiros.

O Brasil perdeu uma boa chance aos 28′. Hulk fez cruzamento pela esquerda e Jô furou sozinho, quase dentro da pequena área.

O Chile passou a trocar bola por quase dez minutos, tentando cansar os brasileiros já de olho na prorrogação.

Aos 35′, Daniel Alves fez um ótimo lançamento para Neymar deixando-o na cara do goleiro Bravo, mas ele fez uma boa defesa.

Hulk fez grande jogada individual aos 38′. Ele passou pelo marcador e mandou uma bomba de direita, com o goleiro Bravo fazendo mais uma grande defesa. Na sobra, jô tentou e o goleiro voltou a defender.

O Chile dominou completamente os minutos finais da partida, partindo para cima sem medo. O Brasil apenas se defendida, sem esboçar nenhum poder de reação. E assim, a partida foi para a prorrogação.

Brasil x Chile: Resumo do primeiro tempo da prorrogação

Na primeira jogada, Hulk tentou de forma individual pela esquerda e sofreu falta quase no bico da grande área. Neymar cobrou e a zaga afastou.

Os primeiros cinco minutos foram muito tensos, com a bola ficando mais tempo no meio de campo e poucas jogadas de ataque. Muitas faltas foram assinaladas para ambas as equipes.

Aos 9′, Jô recebeu na grande área mas finalizou torto. O Brasil voltou aos 13′ com Hulk, em mais uma boa jogada. Ele arriscou de fora da área, uma pancada, mas o goleiro Bravo pegou bem.

Já nos acréscimos da prorrogação, aos 16′, Daniel Alves cometeu falta em Pinilla na intermediária. Na cobrança, Sánchez mandou para fora.

Brasil x Chile: Resumo do segundo tempo da prorrogação

A seleção do Chile estava visivelmente sem condições físicas de atuar, apenas tocando bola para esperar a decisão por pênaltis.

Aos 2′, Neymar fez uma boa jogada pela esquerda e cruzou para o corte de Medel. Na cobrança, Jô subiu mais que todo mundo e mandou de cabeça para fora.

O Chile tentou chegar aos 5′. Pinilla dominou na intermediária e arriscou o chute, mas a bola subiu e foi para fora.

Em um contra-ataque, os chilenos chegaram aos 7′. Diaz arriscou de fora da área após receber passe mas mandou muito alto, longe do gol.

O Chile deu um susto tremendo aos 14′. Em ótima jogada de Pinilla, ele mandou uma bomba de fora da área e a bola explodiu no travessão com o goleiro Júlio César já batido no lance.

No último lance da partida, Ramires arriscou de longe e a bola passou perto do gol. Mas bravo foi nela e a defenderia.

Brasil x Chile: Cobrança de pênaltis

David Luiz bateu bem e fez, bola de um lado e goleiro do outro

Pinilla bateu e perdeu, com Júlio César pegando a batida

Willian bateu para fora, a direita do goleiro Bravo

Alex Sánchez bateu e Júlio César pegou novamente

Marcelo bateu e marcou, apesar do goleiro tocar nela

Aranguiz mandou uma bomba e acertou a cobrança no ângulo

Hulk bateu e o goleiro Bravo pegou

Díaz bateu no meio do gol e acertou

Neymar bateu e acertou

Jara bateu e a bola foi na trave

Brasil x Chile: Ficha técnica

Placar: Brasil 1 x 1 Chile (3 x 2 nos pênaltis)

Data: 28/06/2014 às 13h (de Brasília)

Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte

Público: 57.714 pagantes

Arbitragem: Howard Webb (árbitro, da Inglaterra), Michael Mullarkey (assistente, da Inglaterra) e Darren Cann (assistente, da Inglaterra)

Cartões amarelos: Hulk, Luiz Gustavo, Jô, Daniel Alves (Brasil); Mena, Silva, Pinilla (Chile)

Gol do Brasil: David Luiz, aos 18′ do primeiro tempo

Gol do Chile: Alexis Sánchez, aos 32′ do primeiro tempo

Brasil: Júlio César; Daniel Alves, Thiago Silva, David Luiz e Marcelo; Luiz Gustavo, Fernandinho (Ramires) e Oscar (Willian); Hulk, Fred (Jô) e Neymar. Técnico: Luiz Felipe Scolari

Chile: Bravo; Jara, Isla, Medel (Rojas) e Mena; Silva, Díaz, Aránguiz e Vidal (Pinilla); Vargas (Gutiérrez) e Alexis Sánchez. Técnico: Jorge Sampaoli

Fonte: Globo Esporte


Brasil x Chile: Júlio César pega 2 pênaltis e Brasil avança 5.00/5 (100.00%) 1 vote

Enviar Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

(Spamcheck Enabled)